terça-feira, 12 de janeiro de 2010

cão preso


Faial

5 comentários:

Anónimo disse...

É assim que me sinto de cada vez que tenho uma relação que se começa a tornar mais séria. Gostaria de um dia conseguir estar com alguém sem sentir o acorrentamento como algo negativo, mas sim como uma existência única de dois seres.

ruimnm disse...

Boa composição.
Excelente olhar para as coisas ao nosso lado...

Adrian LaRoque disse...

A representação da prisão dos sentidos.

Paulo Sousa disse...

:-)

João disse...

excelente olhar!! abraço.